Fale Conosco
(11) 2193-1452 | (11) 2193-1440

Enxerto Ósseo

Doenças bucais não se restringem apenas aos dentes. A periodontite, por exemplo, além de provocar a perda do dente, atinge também a estrutura óssea que o segura, atrofiando-a e deixando ela menor, que dá a aparência de falta de firmeza na mandíbula. Com a perda óssea é impossível a colocação de implantes, pois não há área suficiente para sustentá-los. Por isso, antes desse procedimento é preciso realizar enxerto ósseo, que é a colocação de ossos do próprio paciente ou material sintético para recompor a estrutura. Com isso, as próteses podem ser fixadas seguramente e oferecer maior conforto ao paciente.

Existem pessoas que nascem com mandíbulas curtas ou estreitas em excesso. Também nesses casos é recomendável o enxerto ósseo, que pode aumentar ou deixar o maxilar mais largo, melhorando o rosto esteticamente e as funções mastigatórias.

O processo de colocação do enxerto ósseo é demorado. Primeiro é feita uma cirurgia para colocação do enxerto e espera-se de 4 a 6 meses para avaliar se o corpo se adaptou bem ao procedimento. Depois, o paciente deve ir a consultas regulares para se certificar que as condições são favoráveis para a colocação dos implantes.

Tudo sobre Enxerto Ósseo dentário

Muitas pessoas perdem os dentes após um problema periodontal não tratado e sonham em recuperar a autoestima com um sorriso atraente. Com os avanços da odontologia moderna é possível optar por vários procedimentos que trazem de volta o conforto e a confiança.

Se o paciente tiver perdido não só os dentes, mas também os ossos alveolares responsáveis pela sustentação, é necessário enxertar ossos com um cirurgião-dentista. Mas afinal o que é um enxerto ósseo?

Entenda o que é o enxerto ósseo dentário

Um enxerto ósseo é um procedimento cirúrgico que visa recuperar as bases mandibulares para a realização de um futuro implante. O cirurgião realiza a operação sob anestesia, para evitar dores e desconfortos ao paciente, que precisará seguir várias recomendações após o procedimento.

O que é enxerto osseo autógeno?

O enxerto autógeno é aquele em que o tecido ósseo é retirado do próprio paciente, em áreas dentro da boca que não foram danificadas. Este tipo de enxerto é o mais indicado na maioria dos casos, devido a diversas vantagens proporcionadas pela osteogênese (processo celular capaz de induzir a neoformação óssea).

O sucesso do procedimento só pode ser constatado após um período de 4 a 6 meses. Em seguida, é possível dar continuidade ao tratamento, realizando um implante.

Quais pacientes podem fazer o enxerto ósseo?

O procedimento é indicado para pessoas que possuam perda óssea e pretendem fazer um implante dentário. É necessário que o dentista verifique todas as possibilidades antes de optar pelo enxerto, analisando quais são os desejos e necessidades do paciente.

E se eu não fizer o Enxerto Ósseo? O que acontece?

A perda óssea traz diversos problemas funcionais como a dificuldade em realizar implantes. Há ainda questões psicológicas relacionadas diretamente com o sorriso saudável, a falta de autoestima, insegurança e até mesmo isolamento social.

Benefícios de se fazer enxerto Ósseo

Após a realização do enxerto, o paciente poderá investir no implante fixo para recuperar um sorriso natural e atraente. Isto devolverá a confiança, a autoestima, a segurança, além de facilitar a mastigação e melhorar a fonética.

São vários os motivos que podem desencadear uma perda óssea na estrutura bucal. As doenças periodontais, por exemplo, além de causarem a perda de um ou mais dentes por desestruturar os tecidos que os sustentam, também podem atingir os ossos. O desgaste ósseo é caracterizado por uma atrofia e redução da firmeza mandibular, impossibilitando a realização de alguns procedimentos odontológicos como os implantes dentários.

Os implantes dentários dependem de uma densidade óssea específica para que possam ser realizados, por isso a falta de uma estrutura óssea adequada pode impossibilitar a realização de qualquer tipo de implante dentário, já que esse procedimento depende da instalação de pinos de titânio nas bases ósseas da estrutura bucal.

Para contornar esse problema e possibilitar a realização dos implantes dentários, os especialistas optam pelos enxertos ósseos para recuperar a estrutura aumentando o volume ósseo e possibilitar a fixação dos pinos de titânio na arcada dentária. Existem também casos em que o paciente já nasceu com uma mandíbula curta ou estreita e um enxerto ósseo pode aumentar ou deixar o maxilar mais largo, melhorando a estética facial e o sistema mastigatório.

Quais são os tipos de enxertos ósseos?

Os enxertos autógenos são feitos a partir do tecido ósseo do próprio paciente. Ou seja, aproveita-se uma estrutura óssea para aumentar o volume do osso em outra parte do corpo, através de um processo cirúrgico.  Para realizar pequenas reconstruções ósseas, por exemplo, a quantidade óssea necessária pode ser retirada da própria mandíbula do paciente e reposicionada no local necessário para possibilitar a implantação de um pino de titânio – essencial para a instalação do implante dentário. O período de integração desse tipo de enxerto ósseo varia de seis a nove meses e ele é o mais indicado, pois possibilita o processo de osteogênese, que consiste em um processo celular capaz de induzir a neoformação óssea.

Os enxertos ósseos também podem ser sintéticos, feitos com cerâmica, polímero, hidroxiapatita sintética, dentre outros materiais que possuem alto nível de compatibilidade com os tecidos biológicos, eliminando a possibilidade e rejeições. Nesses casos, o material é misturado à base óssea do paciente, que irá absorvê-lo, aumentando seu volume e possibilitando a realização dos implantes dentários.

Quem pode fazer um enxerto ósseo para a realização dos implantes dentários?

Somente dentistas especializados nessa técnica podem realizar a inserção de enxertos ósseos para possibilitar a realização dos implantes dentários. A Vital Odonto possui profissionais especializados nas mais modernas técnicas da implantodontia e disponibiliza materiais de alta qualidade para realizar cada procedimento necessário.

Qual o preço do Enxerto Ósseo

Visando um melhor sorriso, o cliente através de uma consulta com o dentista receberá toda a estrutura e informações de valores os quais são determinados pela Vital Odonto. O preço do procedimento de enxerto ósseo será de acordo com cada condição apresentada pelo paciente e através das suas necessidades, a qual será avaliada pelo cirurgião-dentista.

Na Vital Odonto, todo paciente passa por exames altamente tecnológicos feitos através dos melhores equipamentos, garantindo um diagnóstico adequado e na realização precisa de cada etapa do processo, necessário para garantir um implante dentário de qualidade.

Os enxertos ósseos para implantes dentários são aplicados em um processo cirúrgico simples, realizado com anestesia no próprio consultório odontológico e o sucesso do procedimento é reconhecido de seis a oito meses após sua realização. É necessário, portanto, aguardar esse período para que o implante dentário seja feito, garantindo que o pino de titânio seja fixado adequadamente a essa nova base óssea, sem risco de mobilidade.

Agende sua consulta diretamente pelo site!