Fale Conosco
(11) 3392-2195 | (11) 3392-5196

Extração Simples

Alguns fatores podem exigir a extração do dente, como por exemplo, uma cárie muito extensa e profunda que tenha atingido a polpa do dente, comprometendo toda sua estrutura. Outros casos em que é preciso extrair: infecção que tenha atingido grande parte da base óssea e adjacências; falta de espaço para o nascimento de novos dentes, como os do siso; dentes que tenham nascido, mas estejam parcialmente para fora, pois podem ser fontes de acúmulo de bactérias e desencadear danos mais graves.

Em qualquer uma das situações e importante consultar um profissional para receber a orientação adequada que irá optar pelo melhor tratamento. Inicialmente ele pode solicitar uma radiografia para verificar as raízes dos dentes para determinar sua posição e assim, fazer o melhor procedimento. Caso os dentes estejam comprometidos e a extração não é realizada, podem causar riscos à saúde, como a formação de cistos, tumores, surgimento de infecções e doenças sistêmicas.

Cirurgias: extração de dente simples

A ocorrência de problemas bucais que levam inevitavelmente à extração de um ou mais dentes é algo mais comum do que muitas pessoas pensam. As cirurgias de extrações ocorrem quase todos os dias nos consultórios odontológicos devido a problemas como cáries ou infecções.

A cirurgia de extração de dentes é feita sob anestesia local, sendo possível que alguns pacientes necessitem de sedativos para controlar a ansiedade ou nervosismo. No geral, trata-se de um procedimento extremamente simples, sem grandes riscos ou complicações.

Confira a seguir, algumas informações importantes sobre cirurgias de extração simples:

Quando é preciso extrair um dente?

A extração é indicada em casos em que as cáries atinjam o dente profundamente ou até existência de alguma bactéria, após tentativas frustradas de outros tratamentos como a endodontia (canal). O procedimento também pode ser feito em casos em que a arcada dentária não possui espaço suficiente para acomodar um ou mais dentes.

Como é feita a extração de dente?

Primeiramente, o dentista irá fazer uma avaliação completa da saúde bucal, averiguando se realmente será necessário realizar uma cirurgia de extração. Se sim, o profissional irá aplicar a anestesia local e, em seguida, irá utilizar um instrumento para provocar o deslocamento e, posteriormente, a extração do dente. Ao final, o dentista irá fechar o local com alguns pontos cirúrgicos.

Cuidados no pós-operatório

Após a cirurgia de extração simples, o dentista irá recomendar uma série de cuidados para evitar complicações e dores desnecessárias. Aconselha-se seguir uma dieta à base de líquidos e alimentos pastosos nos três primeiros dias, além de evitar alimentos muito quentes. A escovação deve ser feita de forma sutil para não causar traumas no tecido que está sendo cicatrizado.

Como evitar a perda de um dente?

Para evitar a perda de um ou mais dentes, é necessário seguir uma rotina de higienização que inclui fio dental, escovação completa e uso de enxaguante com ação contra placa bacteriana. Além disso, aconselha-se a visita periódica ao dentista para verificar e tratar qualquer problema com a máxima antecedência.

Alguns problemas odontológicos podem resultar na necessidade de extração do dente. Um exemplo é quando uma cárie se torna muito profunda, atingindo a polpa do dente que possa comprometer toda a sua estrutura. Quando existe o risco de contaminação dos demais dentes, comprometendo a arcada dentária, devido a uma doença grave nas estruturas bucais, é possível que o odontologista opte pela remoção desse dente para preservar a saúde bucal.

A extração de um ou mais dentes, porém, é realizada em último caso, quando realmente não é possível recuperar a saúde dental com nenhum procedimento odontológico. Outros motivos que podem tornar necessária a extração dentária são: infecções que tenham atingido a base óssea e suas adjacências, falta de espaço para o nascimento de novos dentes, como os dentes do siso, dentes que tenham nascido parcialmente, pois são locais propícios para o acúmulo de bactérias que desencadear doenças graves para a saúde bucal.

Antes da extração do dente, o odontologista solicita alguns exames, como uma radiografia para analisar a situação do dente e como ele se relaciona com toda a estrutura bucal, verificando quais as alternativas para preservar a saúde de todos os dentes. Quando existe a possibilidade de que os demais dentes sejam prejudicados pela remoção de um deles, o odontologista irá reavaliar toda a situação da arcada dentária para que o problema seja solucionado de outra forma.

Uma extração dentária realizada erroneamente pode acarretar problemas como formação de cistos, tumores, infecções e doenças sistêmicas, por isso é essencial realizar esse procedimento com profissionais capacitados em uma clínica odontológica que trabalhe com as melhores técnicas como a Vital Odonto.

Extração dental simples

A existência de problemas bucais que necessitam da extração de um ou mais dentes para serem solucionados é muito comum. Problemas como cáries e infecções levam pessoas diariamente aos consultórios odontológicos e muitas vezes a extração dentária é inevitável.

A cirurgia de extração dentária é realizada com o auxílio de uma anestesia local e existe a possibilidade de que os pacientes tomem também algum sedativo para controlar a ansiedade ou o nervosismo que possam sentir antes de passarem por um procedimento odontológico. De forma geral, esse é um processo extremamente simples, sem grandes riscos ou complicações.

Quando é preciso extrair um dente?

Somente um odontologista pode identificar a real necessidade de extrair um dente e somente um especialista em cirurgias pode realizar esse procedimento. Quando um tratamento endodôntico (tratamento de canal) para tentar recuperar uma estrutura dentária afetada por uma bactéria ou um trauma não atinge o objetivo esperado, pode ser necessário a extração do dente.

Esse procedimento pode ser realizado também quando a arcada dentária não possui espaço suficiente para acomodar um ou mais dentes que ainda podem nascer, como os terceiros molares (dentes do siso).

Agora que você está mais informado sobre os procedimentos, cuidados pré e pós operatório, está pronto para iniciar o tratamento cirúrgico de extração de dente? A Vital Odonto possui uma estrutura de preços balanceada e que provavelmente caberá em seu bolso. Não deixe que esse problema afete a sua saúde bucal. Pague um valor justo e ganhe uma qualidade de vida melhor. Agende sua avaliação diretamente aqui pelo site.

Como é feita a extração dentária

Após realizar uma análise completa da saúde bucal para averiguar se realmente existe a necessidade de realizar uma cirurgia para a extração dentária e identificar que o dente precisa ser removido, o cirurgião dentista aplicará a anestesia local.  Em seguida, com instrumentos específicos, o dente será deslocado e removido. O local será desinfectado com produtos específicos e receberá alguns pontos para contribuir com sua cicatrização.

Cuidados pós-operatórios

Após a realização da cirurgia para a extração dentária simples, o odontologista irá recomendar alguns cuidados para garantir uma cicatrização saudável do local. É aconselhável manter uma alimentação com líquidos e alimentos pastosos durante os três primeiros dias, evitando o consumo de alimentos muito quentes. A escovação dentária precisa também ser sutil para não causar traumas no tecido que precisa ser cicatrizado. É essencial tomar os remédios prescritos pelo odontologista, como anti-inflamatórios e analgésicos, para evitar dores relacionadas à cirurgia.

Como evitar uma extração dental?

A principal forma de conservar os dentes e não precisar extrair nenhum é manter uma rotina de higienização diária com escovação, uso do fio dental, utilização de enxaguante com ação contra a placa bacteriana. Consultar periodicamente um odontologista também garante na identificação de qualquer problema bucal o mais rápido possível, possibilitando o início precoce de um tratamento e evitando a perda dos dentes decorrente do desenvolvimento de alguma doença.